Parentes de pacientes denunciam péssimas condições do Hospital Antenor Abreu em Pinheiro-MA.

O Editor chefe do Blog Passando a Limpo, Kelson Vinicius recebeu nesta sexta-feira(12), uma denuncia gravíssima, às condições do Hospital Regional Antenor Abreu, vários pacientes começaram à enviar fotos do estado de total abandono do principal Hospital Municipal de Pinheiro.

De acordo com os pacientes, a falta é dada desde os materiais de limpeza até os materiais de curativo que são básicos para o tratamento das pessoas que estão internadas. Cadeiras quebradas, roupas sujas do hospital amontoadas perto dos leitos, aparelhos sujos, matérias de curativos ao lado de garrafas de café e janelas improvisadas são problemas comuns na unidade.

O Hospital Municipal Dr. Antenor Abreu é de urgência e emergência e atende pacientes de, pelo menos, 17 cidades circunvizinhas. No hospital até hoje atendimentos como um simples raio-x não é realizado pela unidade.

Lembrando que a saúde pública de Pinheiro, vem respirando na UTI, desde o inicio do governo Luciano Genésio. Além do descaso total, logo no começo do mês de fevereiro, de 2018, um recém-nascido deixou de ser atendido no Hospital Municipal Materno Infantil e veio a óbito. O médico teria se negado a prestar socorro à criança, mesmo em estado grave, por ser de outro município. O bebê não resistiu e morreu no local. O médico Paulo Roberto Penha Costa foi preso e autuado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O médico foi solto por habeas corpus. Tanto ele, quanto a direção do hospital foram afastados na época.

“A saúde é direito de todos, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para a promoção, proteção e recuperação”. Direito esse desconhecido pelo Prefeito de Pinheiro Luciano Genésio.

Com a palavra o Ministério Publico ?

Deixe uma resposta