Como melhorar a educação, sem valorizar o professor? Luciano Genésio prefeito de Pinheiro ignora a classe de educadores.

Aproximadamente 300 professores da rede pública municipal de educação de Pinheiro, realizaram na manhã desta quarta-feira (26), em frente à Prefeitura da cidade um protesto para reivindicar os repasses do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

Em seguida os servidores saíram em passeata pelas principais ruas da cidade de Pinheiro.

Para a professora Leonizia, o repasse é, além do incentivo, uma maneira de melhorar a qualidade do ensino nas escolas.

Os professores e sindicatos cobram, assim como determina a lei do Fundeb, que os recursos sejam aplicados como na sua essência, na divisão 60% e 40%.

Mas, a categoria tem encontrado resistências na gestão do prefeito da cidade de Pinheiro, Luciano Genésio, que segundo os educadores já afirmou que não quer conversa com a classe.

O município de Pinheiro recebeu mais de R$ 25 milhões de reais, desse montante montante, 60% é de direito da casse que protesta na tentativa de sensibilizar o gestor municipal  pelo repasse para os professores.

Genésio chegou a afirma em seu canal de televisão que já foi orientado a não pagar os professores..

Publicado por Vandoval Rodrigues.

Deixe uma resposta