Sindvig MA – Sindicato dos Vigilantes do Maranhão declara apoio ao Candidato a Deputado Estadual Fernando Furtado.

Na quarta-feira (08), em uma reunião na Sindvig MA – Sindicato dos Vigilantes do Maranhão, o candidato a Depurado Estadual Fernando Furtado (PCdoB), recebeu o apoio da classe.

Em pauta vários assuntos de interesse da categoria foram levantados pelo Presidente do Sindicato o Senhor Raposo e o Vice Presidente Daniel dentre outros membros da diretoria.

O Sindvig MA – Sindicato dos Vigilantes do Maranhão junta-se a outros sindicatos que já declaram apoio irrestrito a candidatura do Deputado Estadual Fernando Furtado.

Fernando Furtado é autor do projeto de lei “Anti Calote” que foi aprovado pela Assembleia Legislativa e sancionado pelo Governador Flávio Dino, em 2015.

Popularmente conhecida como “Lei Anticalote”, a mesma trata da garantia dos diretos trabalhistas dos empregados terceirizados no âmbito da administração pública estadual.

” É uma honra representar a classe trabalhadora do nosso Estado, sei da responsabilidade que tenho perante todos, iremos trabalhar muito para garantir os direitos que foram perdidos, podemos retomar a valorização e conquistar novos. Sei como fazer e vamos fazer “. Disse Fernando Furtado.  

 

Grave acidente de trânsito deixa um morto e dois feridos na MA 014 São Bento-MA.

Nas primeiras horas desta quinta-feira (16), um grave acidente de trânsito na MA 014, nas proximidades da Barragem do Alegre deixou um morto e dois feridos.

A vitima Ronaldo Silva Viegas, não resistiu os ferimentos e veio a óbito, João Lucas Padilha dos Passos, 20 anos e Sebastião Viegas Neto, 36 anos sofreram escoriações.

A guarnição foi informado de um acidente de trânsito, colisão frontal entre um veículo não identificado e uma motocicleta CG Titan 150 de cor preta, placa HPI 6798. Que segundo a testemunha a motocicleta estava na contramão e colidiu frontalmente com o veículo.

Uma ambulância foi acionada para fazer os primeiros atendimentos e a polícia civil removeu a motocicleta do local. 

Comigo é Dito e Feito! Zona Urbana e Rural completamente abandonadas por Luciano Genésio.

Pinheiro passa pelos seus piores dias, uma administração catastrófica e sem condições nenhuma de gerenciar um município polo e muito importante para o estado do Maranhão.

A administração de Luciano Genésio abandonou a cidade, tanto na zona rural quanto na urbana, como podemos ver nas fotos, a estrada que da acesso ao povoado Pericumã dos Queiroz totalmente abandonada, com uma ponte quebrada e a população que usa a estrada se sente insegura passando por um local totalmente perigoso, o caminha é bastante utilizado por crianças que vão a escola.

Para mostrar que a situação não é de puro abandono só na zona rural, vamos ver agora um vídeo que a população cansada de esperar beneficio que nunca vem por parte da gestão publica. O vídeo é um desabafo da população com essa gestão caótica que vem fazendo uma nova historia em Pinheiro.

Luciano Genésio anda muito preocupado, mas é, com a candidatura da sua esposa que é Pré-candidata a Deputada Estadual enquanto isso a cidade sofre com os desmando de uma gestão publica municipal.

Site da Mirante publica direito de resposta em favor de Flávio Dino.

O site Imirante divulgou neste domingo (12) o direito de resposta em favor de Flávio Dino depois de ter divulgado que o mesmo estava inelegível. No entanto a informação é falsa e o desembargador José Ribamar Castro julgou procedente o pedido da Coligação Todos pelo Maranhão pelo direito de resposta.

Abaixo, confira na íntegra o direito de resposta:

Por meio de decisão judicial, a Coligação Todos pelo Maranhão vem a este espaço confirmar a candidatura de Flávio Dino à reeleição, erroneamente negada por este jornal.

Com mais de 30 anos de vida pública, Flávio Dino nunca foi processado e tem a ficha limpa. Esta decisão vinda de uma juíza de Coroatá, em um caso de eleição municipal, não impede sua candidatura.

Dino e Carlos Brandão, seu candidato a vice, estão devidamente inscritos para debater propostas em favor da justiça social e do desenvolvimento do Maranhão. Da mesma forma, a candidatura de Márcio Jerry a deputado federal está garantida.

A coligação Todos pelo Maranhão reafirma a seriedade, a honestidade e o trabalho sério de Flávio Dino como juiz, deputado e governador.

A Democracia garante e exige que os mandatários submetam-se ao voto popular, livre e secreto, jamais submetendo-se a manobras que somente tumultuam o processo democrático.

Coligação Todos pelo Maranhão

TCU realizará auditorias coordenadas nos municípios que receberam créditos da recuperação de recursos do Fundef

A Secretaria do Tribunal de Contas da União no Estado do Maranhão irá coordenar Fiscalização de Orientação Centralizada (FOC) nos municípios maranhenses contemplados com verbas oriundas de pagamentos da diferença no cálculo da complementação devida pela União no âmbito do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

Os objetivos da Fiscalização de Orientação Centralizada (FOC) são verificar se os recursos dos precatórios do Fundef recebidos pelos municípios foram utilizados exclusivamente para a manutenção e desenvolvimento do ensino fundamental, se foi obedecida a vedação a pagamentos de honorários advocatícios com esses recursos e se foi afastada a subvinculação estabelecida no artigo 22, da Lei 11.494/2007 (Lei do Fundeb).

As fiscalizações serão realizadas nos estados de Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

No caso maranhense, o Tribunal de Contas do Estado (TCE), o Ministério Público de Contas (MPC) e o Ministério Público Estadual (MPE) atuarão em conjunto com o TCU na definição dos parâmetros e da metodologia que serão utilizados no desenvolvimento dos trabalhos de fiscalização.

Como parte das atividades de preparação das FOCs começou hoje, 08/08, em Brasília/DF, Workshop/Painel de Referência promovido pelo TCU com representantes dos tribunais de contas e outras instituições dos estados em que as auditorias coordenadas devem ocorrer.

O evento terá duração de dois dias e na programação constam temas fundamentais ligados à atuação dos órgãos de controle externo no caso de recuperação dos créditos do Fundef. A intenção é debater e formular estratégias que permitam atuação cada vez mais eficaz das instituições na defesa de um entendimento que é compartilhado por todas as instituições que participam desse processo: os recursos do Fundef devem ser aplicados exclusivamente na educação.

Para que se tenha uma idéia do volume de recursos envolvidos na recuperação de créditos do Fundef, cálculos feitos pelo TCU estimam que eles são da ordem de 95 bilhões de reais, sendo que aproximadamente vinte por cento desse total poderia se destinado ao pagamento de honorários advocatícios, o que representaria uma perda de 19 bilhões de reais em recursos que deveriam ser aplicados na educação.

No Painel de Referência que acontece em Brasília/DF, um dos pontos de destaque é a análise da Representação apresentada em conjunto pelo Ministério Público Federal (MPF/MA), Ministério Público Estadual (MPE/MA) e Ministério Público de Contas (MPC), órgãos integrantes da Rede de Controle da Gestão Pública no Maranhão, que alcançou resultados efetivos em relação à recuperação de créditos do Fundef e sua aplicação exclusivamente em educação.

O trabalho realizado pela Rede de Controle da Gestão Pública no Maranhão no caso da recuperação de reursos do Fundef foi reconhecido públicamente por diversos representantes de órgãos que participam do Painel de Referência, que destacaram a qualidade técnica das ações realizadas e o grau de efetividade alcançado.

O secretário do Tribunal de Contas da União no Maranhão, Alexandre Walraven, destaca a importância da atuação conjunta das instituições para que se consiga resultados que permitam aprimorar a qualidade das ações realizadas na área da educação e atender às inúmeras demandas da sociedade brasileira nesse campo. “Estamos diante de uma questão complexa, estratégica e de interesse nacional. Os recursos do Fundef, como determina a Constituição Federal, devem ser aplicados apenas na educação. Como órgãos de controle externo, devemos atuar de forma coordenada e efetiva para que prevaleçam o que a legislação determina, beneficiando a sociedade”, afirmou.

O TCE maranhense será representado no evento pelo conselheiro-presidente Caldas Furtado e pela procuradora do Ministério Público de Contas (MPC) Flávia Gonzalez Leite. Caldas Furtado afirmou que as auditorias coordenadas serão fundamentais para identificar se os recursos oriundos da recuperação de créditos do Fundef estão sendo corretamente aplicados e cumprindo a sua finalidade. “A realização dessas auditorias demonstram o quanto nossas instituições estão voltadas para a defesa dos princípios legais que orientam a correta aplicação dos recursos públicos. Sempre atuaremos com rigor e efetividade nesse sentido.”, destacou.

O vereador Lucas do Beiradão mente em mais uma tentativa de enganar a população de Pinheiro-Ma.

O vereador Lucas do Beiradão realmente não sabe a função de um parlamentar a frente de uma casa legislativa, ou tenta de qualquer forma enganar a população de Pinheiro.

20km de asfalto estão sendo aplicados em Pinheiro, uma parceria do Governo do Estado junto a Prefeitura Municipal, diante desse feito o vereador quer pegar uma carona da obra para melhorar sua popularidade e consequentemente sua imagem perante a sociedade pinheirense que anda um pouco suja.

Lucas do Beiradão é muito conhecido como o ” aloprado ” aquele que gosta de chamar atenção, só que muitas das vezes sem pensar, acaba metendo os pés pelas mãos.

Quem lembra do caso de depredação do patrimônio publico do matadouro, das interdições de ruas na gestão passada, chegou a subir em um sofá no meio da rua e recentemente esteve envolvido em uma invasão no povoado pedrinhas do fugaça.

Lucas do Beiradão respondeu por vários desses fatos lamentável que não condiz com um vereador, ele foio condenado na época a pagar cestas básicas.

O fato desta vez é que lucas do beiradão publicou um vídeo nas redes sociais afirmando que ele junto ao prefeito trouxe o asfalto para a cidade, afirmação essa totalmente equivocada, vereador não tem como trazer nada para uma cidade seja ela qual for. O papel de um vereador é fiscalizar o executivo, criar leis e projetos para o bem da sociedade, nada além do que isso. Mas curioso é que o vereador é filiado ao partido PSDB, totalmente oposição ao Governo Flavio Dino. 

Uma das proezas proferidas pelo vereador em grupos de Whastsap foi; “O edil, em diferentes oportunidades destacou sua indisponibilidade com o governador, uma delas inclusive, no ano de 2017 em áudio, afirmou que não devia nada ao governador e que “já estava conversando” com o então pré-candidato ao governo e presidente do seu partido Roberto Rocha”

Funções do vereador.

Fiscalizar e cobrar ações do governo. Verificar se os recursos do município estão sendo devidamente aplicados pela prefeitura para a promoção do bem-estar da população. Elaborar projetos de leis municipais para serem aprovadas na Câmara dos Vereadores..

 

Uma demostração muito clara na tentativa de enganar a população.

 

Veja o exato momento que o jovem foi morto em Pinheiro-Ma.

Um jovem foi executado a tiros na noite desta quinta-feira (09) no bairro do João Castelo em Pinheiro. Wellington Bruno Ramalho Pimenta de18 anos foi morto próximo a escola estadual Dom Ungarelli.

O estudante foi atingido por 05 (cinco) disparos de arma de fogo, desferidos por outro estudante como mostram as imagens das câmeras de segurança.

De acordo com a Policia Militar, os executores estavam em uma motocicleta, o garupa foi o autor dos disparos. No vídeo, é possível ver o jovem entrando na lanchonete e caindo. Momentos depois, o executor se aproxima, recarrega a arma e faz mais uma disparo na cabeça da vítima.

A Policia Militar foi acionada, fez buscas na região mas não obteve êxito. Abaixo o vídeo. 

Publicado Por Vandoval Rodrigues.

Uma ação conjunta da GCM e a PM de São bento tirou de circulação receptador e suspeito por tráfico de drogas.

Na ultima quinta-feira (09), ás 10h40, a polícia militar de São Bento junto com a GCM prendeu Matheus Crisnan de Jesus Barbosa, Rua Eucias Castro Melo, bairro Mutirão.

A guarnição de serviço da Guarda Municipal de São Bento estava fazendo rondas pela cidade, quando se deparou com a senhora Lucimar, a mesma relatou que dois meliantes estavam de posse de sua TV, de pronto a guarnição pediu apoio a polícia militar que se deslocaram até o local onde foi encontrado um dos acusados, foi feita uma busca pessoal e foi constatado que o mesmo estava com a TV da vítima e outros objetos.

Com ele foi apreendido um Celular Samsung Galaxy J1 de cor prata,01 – RG, 01 – Carteira de Trabalho, 01 – Cartão de Crédito Ourocard (BB), 01 – TV da marca Samsung 32 pol, 01 – Playstation 2 da marca Sony, 01 – Controle do PlayStation, 01 – Aparelho DVD da marca Inovox, 01 – Ventilador da marca Mallory, 01 – Faca tipo peixeira, 01 – Cordão de prata, 09 – Invólucros/ Substâncias semelhante a crack, mais 02(dois) reais em espécie.

O mesmo foi conduzido e apresentado na Depol de São Bento-Ma sem lesão corporal.

 

Prefeitura asfalta mais ruas em vários pontos da cidade de Santa-Helena-Ma.

Um convênio entre a Prefeitura de Santa Helena e o Governo Federal deu um grande passo para o avanço do povo helenense. A pavimentação que foi iniciada na rua 7 de setembro é mais uma das etapas do processo de urbanização que a gestão do prefeito Zezildo Almeida está promovendo na cidade, proporcionando mais mobilidade e qualidade de vida aos moradores.

A prefeitura está ampliando as obras de infraestrutura urbana. Estão em andamento na cidade serviços de pavimentação, imprimação do solo para colocação do asfalto e construção de meios-fios.

As intervenções na rua 7 de setembro integram ações da parceria entre a Prefeitura de Santa Helena e o Governo Federal. A iniciativa inclui implantação de pavimentação em várias vias, contemplando bairros de toda a cidade.

SERRANO DO MARANHÃO – MPMA aciona prefeito pela prática de nepotismo.

Esposa, irmã, cunhada e outros parentes foram nomeados para cargos na Prefeitura

O Ministério Público do Maranhão ajuizou, no dia 23 de julho, Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa na qual requereu a concessão de liminar para a exoneração imediata de seis parentes do prefeito de Serrano do Maranhão, Jonhson Medeiros Rodrigues, nomeados de forma ilegal.

Conforme apuração da Promotoria de Justiça de Cururupu, de cuja comarca Serrano do Maranhão é termo judiciário, o prefeito nomeou para o cargo de secretária municipal de Assistência Social a esposa Ozélia Soares Lopes; para o cargo de tesoureira, a irmã Márcia Regina de Jesus; como diretora do Hospital Municipal a cunhada Ozana Soares Lopes.

Também foram nomeados pelo gestor para cargos em comissão a sua cunhada Karla Rafaela Sousa Costa; o primo Leocádio Olimpio Rodrigues Júnior; e a sua sobrinha Jaciane Medeiro Rodrigues.

Segundo o promotor de justiça Francisco de Assis Silva Filho, depois da instauração de procedimento administrativo para apurar a existência de nepotismo na Prefeitura e na Câmara de Vereadores de Serrano, e diante da constatação de diversos casos, foi emitida Recomendação aos chefes dos poderes Executivo e Legislativo para que exonerassem os servidores que se encontravam nessa situação irregular. No entanto, o prefeito não atendeu a Recomendação e manteve os réus na incidência de nepotismo.

Na ação, o representante do MPMA refere-se à Constituição Federal e a uma súmula do Supremo Tribunal Federal (STF) que caracterizam o nepotismo como “a nomeação de cônjuge, companheiro ou parente, em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau para o exercício de cargo em comissão ou de confiança, ou ainda, de função gratificada na Administração Pública direta e indireta”.

Sobre a questão, Francisco de Assis Silva Filho acrescentou: “Apesar de os secretários municipais exercerem funções políticas e não meramente administrativas, não se pode, sob pena de violação aos princípios da moralidade, eficiência e impessoalidade, nomear esposa, irmã, cunhada, sobrinha e prima para o exercício dessas funções”.

PEDIDOS

Como punições para os envolvidos, ao final do processo, o Ministério Público requereu a aplicação das seguintes penalidades, previstas na Lei de Improbidade Administrativa (Lei nº 8.429/92): perda da função pública, suspensão dos direitos políticos pelo prazo de três a cinco anos; pagamento de multa de até 100 vezes o valor da remuneração percebida pelo agente; proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, pelo prazo de três a cinco anos.