Live Solidária reúne Felipe Prior e Pedrinho Anão em manhã beneficente com apoio da NetBet

A ‘Live Solidária’, do influenciador digital Felipe Joioso começa a tomar outras proporções, em prol da ajuda de famílias necessitadas do interior do Estado de São Paulo. Nesta segunda, dia 11, véspera do Dia das Crianças, o Ginásio de Américo Brasiliense sediará o Jogo dos Craques. A primeira edição do evento reune o influencer e ex-BBB, Felipe Prior, Pedrinho Anão, do Pânico, além de Joioso e outros convidados não só para um jogo de futebol, mas para uma ação em benefício a cerca de 500 moradores de Américo, Rincão, Motuca e Santa Lúcia.

Veja a programação do evento do dia 11/10:

10 horas – Chegada do Felipe Prior e Pedrinho Anão (Pânico) no Ginásio de Américo Brasiliense

10:15 às 11:15 – Jogo solidário na quadra

11:20 – Entrega da ação solidária 

Cestas básicas serão doadas para famílias da cidade de Américo, Rincão, Motuca e Santa Lúcia, além de 4 mil doces doados para as crianças, 2 mil bolas de futebol e mil máscaras de proteção infantis, também para as crianças dessas cidades. Outras pequenas ações surpresas também devem acontecer.

As doações são realizadas pelas empresas Netbet e VCreditos, patrocinadoras da ‘Live Solidária’, projeto sem fins lucrativos iniciado pelo influenciador Felipe Joioso em janeiro de 2021 para arrecadar cestas básicas. Desde o seu início, a ação já ajudou mais de vinte mil famílias, com cestas básicas, litros de leite, bolachas, brinquedos, produtos de limpeza e higiene pessoal e até ovos de Páscoa.

“Nas lives abordamos os mais variados temas, mas todos com um único propósito: angariar recursos para beneficiar milhares de pessoas em diferentes cidades que tiveram sua vida afetada pela pandemia da Covid-19. Agora estamos iniciando ações presenciais para trazer recursos e calor humano para essas ações.”, descreve Joioso, que já se prepara para outro grande evento beneficente, que deve acontecer no último mês do ano.

Live Solidária reúne Felipe Prior e Pedrinho Anão em manhã beneficente com apoio da NetBet 

A ‘Live Solidária’, do influenciador digital Felipe Joioso começa a tomar outras proporções, em prol da ajuda de famílias necessitadas do interior do Estado de São Paulo. Nesta segunda, dia 11, véspera do Dia das Crianças, o Ginásio de Américo Brasiliense sediará o Jogo dos Craques. A primeira edição do evento reune o influencer e ex-BBB, Felipe Prior, Pedrinho Anão, do Pânico, além de Joioso e outros convidados não só para um jogo de futebol, mas para uma ação em benefício a cerca de 500 moradores de Américo, Rincão, Motuca e Santa Lúcia.

Veja a programação do evento do dia 11/10:

10 horas – Chegada do Felipe Prior e Pedrinho Anão (Pânico) no Ginásio de Américo Brasiliense

10:15 às 11:15 – Jogo solidário na quadra

11:20 – Entrega da ação solidária 

Cestas básicas serão doadas para famílias da cidade de Américo, Rincão, Motuca e Santa Lúcia, além de 4 mil doces doados para as crianças, 2 mil bolas de futebol e mil máscaras de proteção infantis, também para as crianças dessas cidades. Outras pequenas ações surpresas também devem acontecer.

As doações são realizadas pelas empresas Netbet e VCreditos, patrocinadoras da ‘Live Solidária’, projeto sem fins lucrativos iniciado pelo influenciador Felipe Joioso em janeiro de 2021 para arrecadar cestas básicas. Desde o seu início, a ação já ajudou mais de vinte mil famílias, com cestas básicas, litros de leite, bolachas, brinquedos, produtos de limpeza e higiene pessoal e até ovos de Páscoa. 

“Nas lives abordamos os mais variados temas, mas todos com um único propósito: angariar recursos para beneficiar milhares de pessoas em diferentes cidades que tiveram sua vida afetada pela pandemia da Covid-19. Agora estamos iniciando ações presenciais para trazer recursos e calor humano para essas ações.”, descreve Joioso, que já se prepara para outro grande evento beneficente, que deve acontecer no último mês do ano.

Quanto é que os principais jogos de videogame rendem no mercado?

Mais sugestões de título/subtítulos: Free Fire, Roblox, GTA V ou Fortnite: qual jogo rende mais dinheiro? // NetBet aponta que Free Fire fatura em média R$30 milhões por dia.Uma pesquisa da NetBet está trazendo um levantamento de lucros dos jogos de videogame no mercado, angariando informações que cruzam números precisos da Nielsen Super Data, do Social Blade e também da Forbes. Demonstrando contagens em dólares, euros e libras, a casa levanta os principais jogos do mercado mundial e mostra quanto eles rendem.

Já se perguntou “quanto é que os principais jogos de videogame rendem no mercado”? Essa é a pergunta deixada na página “Quais jogos ganham mais dinheiro”, com rendimentos dos jogos. Dentre os 20 games da lista, estão grandes nomes como o polêmico Cyberpunk 2077 e o grande sucesso mobile recente, Arena of Valor.

Os dados podem ser divididos em jogos mais lucrativos por segundos, minutos, horas ou dias, dividir dentre jogos grátis e pagos, e indo além: Você ainda pode pesquisar quanto em média, alguns jogadores famosos estão ganhando com o mercado.

Para chegar nos valores de cada título, a pesquisa contabiliza vendas digitais, de expansão (DLCs) dos jogos e microtransações diversas, por exemplo, por uma média de dois anos, dando uma dimensão do sucesso financeiro de cada lançamento.

Arena of Valor e PUBG Mobile, da Tencent, ocupam o topo da lista a curto prazo. A Nintendo mostra presença também com Animal Crossing: New Horizons e o jogo Pokémon GO de sua marca de monstrinhos, este último sob a produção do estúdio Niantic. Empresas como a EA Games (The Sims 4, FIFA 20), Activision Blizzard (Call of Duty: Modern Warfare) e Rockstar Games/Take Two (GTA V, NBA2K 21) também “mostram a cara”.

Os jogos com lançamentos para smartphones ocupam facilmente as primeiras posições, indicando que as microtransações no modelo Free 2 Play ganham em vantagem contra o modelo “Premium”, mesmo este segundo, trazendo microtransações igualmente.

A empresa responsável pela pesquisa está em funcionamento contínuo no mercado de jogos online e apostas desde 2001, e é uma plataforma atuante e pioneira em segmentos como o futebol e jiu-jitsu no Brasil. “Os estudos sobre o faturamento dos jogos com certeza é da curiosidade de muitos gamers e é interessante que a NetBet continue a se aprofundar em pesquisas que edificam sobre o mercado atual.”, afirma sua assessoria de imprensa.

Pinheirense Jardiel Vieira, marcou 02 gols na Vitória sobre a França nas Paralimpíadas de Tóquio

Tóquio – Deu a lógica. De novo. O Brasil fez 4 a 0 na França pela última rodada da fase de classificação no Futebol de 5 e fechou como campeão do Grupo A nos Jogos Paralímpicos de Tóquio-2020. O time havia vencido a China na estreia, por 3 a 0 e depois fez 4 a 0 no Japão. Sendo assim, segue para as semifinais como favorito que sempre foi, já que é o atual tetracampeão do evento. Mais do que isso, a seleção nunca perdeu um jogo sequer desde que a modalidade entrou no programa do evento, em Atenas-2004. Agora soma 19 vitórias e 6 empates em 25 partidas. Além de ser também a atual pentacampeã mundial.

Os dois primeiros gols foram marcados pelo experiente Nonato, de 34 anos e presente em dois dos títulos dos Jogos Paralímpicos e em outros dois mundiais. O segundo foi de pênalti, em cobrança onde o goleiro francês Alessandro Bartolomucci nem saiu na foto. Jardiel, de 25 anos e em sua primeira partida como titular em Jogos, marcou os outros dois, o primeiro em lance típico de centroavante oportunista e a segunda em jogada característica, cortando da lateral para o meio. “O famoso facão”, disse o atleta, logo ao deixar o campo de jogo, realizado por volta do meio-dia sob o forte calor do verão japonês no Aomi Urban Sports Park.

Com 21 anos, Jardiel Vieira Soares, de Pinheiro, no Maranhão, jogou futebol de 5 pela primeira vez sem nunca ter treinado ou encostado em uma bola. Ele conta que conheceu o futebol para cegos com 16 anos, em um evento da escola, em São Luís. Nessa mesma ocasião, um técnico o chamou para jogar e disputar campeonatos escolares.

Desde então, ele não parou mais de jogar. Em 2016 foi chamado para jogar no CEDEMAC, time que faz parte até hoje. Cego em decorrência de uma toxoplasmose que sua mãe teve durante a gravidez, ele ainda não tem nenhum título internacional, mas está esperançoso em relação ao Mundial sub-23.

“A gente se dedica bastante. Quando termina o treino da sub-23, a gente fica aqui treinando também com a principal. Estamos focando para chegar lá [Argentina] e dar o nosso máximo, representar o Brasil em alto nível”, conta Jardiel.

Artilheiros do dia

“Eu me esforcei para dar o meu melhor e graças a Deus fui feliz nas finalizações, mas isso é consequência do trabalho de todos. Eu colaborei, mas o coletivo é que sobressaiu”, disse Nonato. Jardiel, por sua vez, comemorou os primeiros gols no Futebol de 5 dos Jogos Paralímpicos. “Para mim isso é muito importante. Briguei bastante, no começo estava um pouco complicado. A marcação chegando. Leal, mas dura, chegando bastante firme, mas a bola sobrou e conseguiu fazer o gol. A sensação é incrível. Toda a dificuldade que a gente teve nesses cinco anos para chegar aqui e na estreia (como titular) fazer um gol é inexplicáve

Sampaio encerra turno da Série B com tropeço no Castelão

O Sampaio Corrêa tropeçou no Castelão, na noite desta terça-feira (17), ao perder para o Avaí pelo placar de 2×0. A partida foi válida pela 19ª rodada da Série B, a última do turno.

Os adversários marcaram um gol em cada tempo e conquistaram os três pontos.

O JOGO

Movimentos iniciais com o Sampaio com mais ocupação no campo ofensivo. O Avaí marcava atrás da linha da bola e aguardava para contra-atacar.

As primeiras chances das equipes foram em batidas de fora da área. O time visitante mandou pela linha de fundo, enquanto Daniel Costa chutou forte para defesa do goleiro.

Em jogada pelo meio-campo, aos 30 minutos, o Avaí abriu o marcador com um chute no canto do goleiro Mota.

O Sampaio tentou se ajustar em campo para buscar o empate, mas a defesa adversária se fechava bem. Nilson Jr tentou de cabeça após cobrança de escanteio, mas a bola foi para fora.

Após jogada pela esquerda do Avaí, Mota espalmou o arremate e na sobra o chute saiu pela linha de fundo.

A equipe Tricolor quase empata no fim do primeiro tempo com uma cabeçada de Jean Silva, que passou rente à trave.

O Sampaio voltou para o segundo tempo com as linhas mais avançadas em busca do empate, mas o Avaí se fechava bem na defesa.

A Bolívia insistia, tentava pelas pontas, sem conseguir vazar a marcação adversária. Em chute de fora da área, o Avaí ampliou aos 21 minutos.

Na sequência, quase o Sampaio diminui. Zé Mário fez jogada pela esquerda e chutou cruzado, Ciel por pouco não conseguiu empurrar para as redes.

O Avaí tinha o contra-ataque aberto, e criou oportunidades, mas Mota estava atento. O time visitante conseguiu controlar o restante do jogo até o apito final.

O Sampaio Corrêa volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Goiás, às 16h00, na Serrinha.

Ficha Tricolor

Mota, Watson, Joécio, Nilson Jr e Zé Mário (Eloir); Ferreira, Márcio Araújo e Daniel Costa (Jarro Pedroso); Jean Silva (Roney), Pimentinha (Ciel) e Jackson (Diego Cardoso).

Sampaio acerta retorno de Márcio Diogo, que estava no PAC

O Sampaio Corrêa segue acertando reforços para a disputada do Brasileiro Série B e deverá anunciar nas próximas semanas a volta de um velho conhecido. Trata-se de Márcio Diogo, maranhense que disputou o Estadual deste ano pelo Pinheiro.

Essa será a segunda passagem de Márcio Diogo no Sampaio, que já vestiu a camisa do Sampaio na temporada 2014, quando inclusive foi um dos destaque da equipe na Série B do Brasileiro daquele ano. O jogador acertou contrato com o Sampaio até o final da temporada 2021.

Assim como os reforços já anunciados pelo ge, o Sampaio só deverá divulgar a contratação de Márcio Diogo após a finalização do Campeonato Maranhense. A tendência é que o atleta se apresente no clube na próxima semana.

Márcio Diogo Lobato Rodrigues é natural de Pinheiro-MA e tem 35 anos. Além do Sampaio, o jogador já vestiu as camisa de vários clubes do Maranhão, como Moto, Juventude e o Pinheiro, time de sua cidade.

Porém, foi no Brasil que o jogador brilhou com passagens de destaque em diversas equipes como Cruzeiro, Paraná, Ponte Preta, Avaí entre diversas equipes.

Por globoesporte/Ma

Sampaio e Moto Club disputam título do Campeonato Maranhense neste domingo

O Campeonato Maranhense começa a ser decidido hoje, às 10h, no estádio Castelão. Sampaio Corrêa e Moto Club se enfrentam em uma reedição da final do ano passado, que teve o Tricolor campeão.

O Sampaio Corrêa garantiu sua vaga para a final com uma vitória sobre o Pinheiro nas cobranças de penalidades pelo placar de 4×3, após 0x0 no tempo normal. Já o Moto Club venceu o Juventude por 3 a 2 com gols marcados por Cleitinho, Felipe Cruz e Vinícius Paiva.

O confronto de volta acontece também no Castelão, no dia 23 de maio, às 10hrs.

Esporte maranhense recebe recursos de R$ 950 mil do Governo do Estado

Um importante estímulo e apoio ao futebol do Maranhão, viabilizado em mais uma iniciativa do Governo do Estado. Nesta quarta-feira (5), o governador Flávio Dino anunciou investimentos de R$ 950 mil, via Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel), por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. Oito clubes de futebol, que disputam a Série A do Campeonato Maranhense 2021, serão contemplados. Flávio Dino fez a entrega simbólica dos cheques, em solenidade na manhã desta quarta-feira (5), no Palácio dos Leões. Desde de 2015, o Governo apoia o futebol local.

“Estamos confirmando o apoio ao Campeonato Maranhense de Futebol, pois acreditamos que o esporte é um direito fundamental e importante para outras políticas públicas. Além do apoio financeiro, começaremos a debater quando poderemos retomar as atividades esportivas no estado. Temos ainda uma situação desafiadora, em face da pandemia e vamos manter  a cautela, prudência e cuidado que temos tido. Por outro lado, defendemos a geração de empregos e entendemos que os eventos esportivos são de grande importância e por isso, essa união, em favor do futebol, que hoje estamos celebrando”, pontuou Flávio Dino.

Na avaliação do titular da Sedel, Rogério Cafeteira, o apoio “representa, mais que nunca, a preocupação que o governador tem com o esporte e sobretudo, com o futebol e que esse patrocínio impacta diretamente nos cofres públicos. O foco é a saúde, mas, mesmo assim, o governador teve a sensibilidade de possibilitar que pudéssemos destinar parte dos recursos para apoiar o esporte e vamos melhorar esse apoio, com a reabertura das atividades esportivas, conforme melhore a condição sanitária de pandemia”.

Entrega de cheque simbólico a equipes de futebol maranhense (Foto: Karlos Geromy)

O presidente da Federação Maranhense de Futebol (FMF), Antônio Américo, destacou o reforço do investimento ao futebol local e reforçou que “é visível que essa ajuda contribui para a melhora do futebol maranhense”. O gestor lembrou que em 2014 estava em 18º no ranking nacional, e a partir de 2019 passou para o 14º, o que proporciona uma vaga a mais na Copa do Brasil.

“Só temos a agradecer e aplaudir o governador Flávio Dino, pela sensibilidade e coerência em manter o apoio ao futebol do Maranhão, pelo sétimo ano consecutivo. Nunca na história do nosso futebol houve uma contribuição tão longa. Estamos juntos com o governador em tudo que for necessário para engradecer o futebol maranhense”, disse o gestor da FMF.

O presidente do Sampaio Correa, Sérgio Frota, parabenizou a ação do Governo em reforço ao futebol. “Desde o primeiro ano de mandato, o governador Flávio Dino apoia o futebol do Maranhão. Sempre nos atendeu bem e fazendo o que é possível. Numa situação de pandemia, que atinge todos os segmentos, essa ajuda se reveste de importância maior ainda. É um estímulo aos jovens para o esporte e para nossos clubes avançarem. Esporte educa, disciplina, é saúde, segurança, e sobretudo, inclusão social”, avaliou. A ação tem parceria da Coca-Cola e beneficia os times Sampaio Corrêa, Moto, Imperatriz, Bacabal, Pinheiro, IAPE, São José Ribamar e São Mateus.

Pinheiro e Sampaio empatam pelo semifinal e reforçam decisão no Castelão

Sampaio e Pinheiro ficaram no empate sem gols neste primeiro jogo da semifinal do Campeonato Maranhense, na tarde desta segunda-feira (3), no Costa Rodrigues. O jogo não teve grandes emoções, mas teve um pênalti para o Pinheiro que foi desperdiçado por Bolt, com um chute pra fora.

Tempos parecidos

No primeiro tempo, quem começou tomando a iniciativa foi o Sampaio, mas isto não significou pressão, pois o time tinha mais posse de bola, mas pouca efetividade na área adversária. O Pinheiro adotou uma postura reativa no início, mas depois igualou as ações de ataque, só que também não levou perigo ao gol de Mota. No segundo tempo, a situação mudou um pouco, com o jogo mais aberto de ambas as equipes, mas aidna assim poucas chances de gol. Os dois lances de maior destaque foram do Pinheiro. Primeiro com uma jogada de Márcio Diogo, pela esquerda, com um chute forte na rede pelo lado de fora, e aos 20 minutos um pênalti cobrado por Bolt, que foi pra fora. Ao que parece, tudo, inclusive as emoções, ficaram para a segunda partida, em São Luís.

Decisão

A decisão por uma vaga para a final do Campeonato Maranhense segue da mesma forma, sem vantagem no placar para nenhum dos lados. Desta forma, a partida de sábado (8), as 19h, no Castelão, precisa ter uma vencedor no tempo normal, pois se houver novo empate, a decisão será nos pênaltis.

De olho na final, Sampaio e Pinheiro se enfrentam nesta segunda-feira(03).

A segunda-feira vai ser de jogo decisivo para o Sampaio Corrêa, na cidade de Pinheiro, onde a Bolívia Querida começa a briga por uma vaga na decisão do Campeonato Maranhense 2021.

Sob o comando do novo técnico Daniel Neri, a equipe Tricolor fechou a preparação para o jogo na manhã deste domingo, no CT José Carlos Macieira. O treinador testou algumas opções, trabalhou jogadas ensaiadas e conversou bastante com o grupo sobre sua forma de jogar.

A formação titular foi definida após muitas observações. Neri espera um time concentrado em campo para largar de forma positiva na semifinal: “Jogo importante, que vai exigir bastante atenção durante os 90 minutos. É o começo de um trabalho, mas espero ver nossa equipe bem postada para buscar um bom resultado”, ressaltou o comandante Tricolor.

Após o almoço, a delegação boliviana seguiu viagem rumo a Pinheiro. O primeiro jogo da semifinal acontece nesta segunda, às 16h00, no Estádio Costa Rodrigues, às 16h00. A partida de volta será no sábado, no Estádio Castelão.

Equipe maranhense de Free Fire vence campeonato em Brasília

A equipe maranhense Uniceuma SLZ foi a grande campeã dos Jogos Universitários Brasileiros de e-Sports (JUBs e-Sports) na modalidade Free Fire. A decisão ocorreu na quarta-feira (28), em um evento presencial, realizado em Brasília, e que não contou com a participação do público.

Com 45 horas ininterruptas de live via Twitch, a fase final do campeonato durou dois dias (27 e 28), com jogos de seis modalidades: League of Legends, FIFA21, Clash Royale, Free Fire, Poker e CS Go.

A vitória da Uniceuma SLZ foi sobre a UEPB Gaming, da Paraíba. A equipe maranhense foi composta pelos atletas Kelma Kamila, Rodrigo Eduardo, Wanderson Lucas Paiva Lima, Vinicius Costa Lopes e Miguel Fillipo. Os maranhenses foram os únicos do estado a disputar as finais do torneio.

Os JUBs e-Sports é uma variação dos Jogos Universitários Brasileiros organizado pela Confederação Brasileira do Desporto Universitário desde o ano passado. A competição foi realizada entre os dias 1º e 28 de abril, com a participação de 1.58 universitários de 136 universidades de todas as regiões do país. As semifinais e a final foram as únicas fases realizadas presencialmente, seguindo os protocolos sanitários.

Alok aposta em time maranhense

Eles são sete: Dann, Kant x, Davzin, Reizão, Rocks x, Gordin e Gagão. Sete maranhenses que apostaram o talento no Free Fire, venceram todas as partidas em uma seletiva com 11 mil competidores e se tornaram o primeiro time do DJ Alok, intitulado “Fuego”, a disputar a Liga Brasileira de Free Fire (LBFF).

O time de São Luís estreou na disputa no último dia 11 de fevereiro na Série B do campeonato. Segundo Davzin, integrante do elenco de Fuego, o time nem imaginava que Dj pretendia montar um time próprio.

“A gente já jogava juntos aqui no Maranhão, só que em campeonatos amadores. Então, o Alok fez um campeonato chamado ‘Alok Game Changer’, em que ele abriu inscrições para a comunidade e nós fomos os únicos a nos destacarmos entre 11 mil inscritos”, explicou o jogador profissional.

“Garantir a vaga no time dele foi algo que nenhum de nós esperávamos. A gente foi pra jogar o campeonato, fomos campeões da comunidade e numa live no dia da final do campeonato, ele brincou dizendo que se ninguém contratasse a gente, ele ia contratar. Uma semana depois, a equipe dele entrou em contato e surgiu o contrato”, contou Davzin.