Dra. Thaiza pede aos senadores maranhenses apoio ao PL de valorização salarial dos profissionais de enfermagem

Através das suas redes sociais, a deputada estadual do Maranhão e médica pediatra, Dra. Thaiza Hortegal (PP), pediu que os senadores maranhenses lutem pela aprovação do Projeto de Lei 2564/2020, que institui o piso salarial dos enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, e parteiras.

“Chegou o momento de verdadeiramente darmos o valor que esses profissionais merecem, sempre ao nosso lado e comprometidos com o trabalho e a dedicação que eles têm demonstrado nesta pandemia em todo o mundo, inclusive, pagando com a própria vida e comprometendo a saúde de seus familiares. Então, estamos vendo que há duas décadas esses trabalhadores são deixados de lado e isso precisa encerrar agora. É inconcebível ver tanto empenho deles nesta pandemia e vivendo com uma média salarial de R$ 2.000,00 para enfermeiros formados, e técnicos e auxiliares submetidos a um salário mínimo. Estou confiante que essa proposição será aprovada no Senado e peço aos nossos representantes maranhenses, meu amigo senador Weverton, a senadora Eliziane Gama e o senador Roberto Rocha, para os quais suplico na verdade, que lutem por essa causa juntos aos outros senadores, pela aprovação do Projeto de Lei que institui novo piso salarial aos nossos enfermeiros, técnicos, auxiliares e parteiras deste Brasil. Será a maior homenagem a estes profissionais que o país poderá proporcionar”, disse a maranhense.

O projeto que tramita no Senado Federal prevê uma jornada de trabalho de 30h semanais e o piso salarial de cerca de R$ 7.317,00 para enfermeiros, R$ 5.120,00 para os técnicos, R$ 3.657,00 para os auxiliares e parteiras. Atualmente, o PL está na Secretaria Legislativa do Senado Federal.

De acordo com o senador Fabiano Contarato, autor da proposição, a relatora Zenaide Maia pediu um estudo para a consultoria legislativa da Casa, mas está confiante na sensibilidade da senadora, que também é médica, e conhece a luta da categoria. Nesta quinta-feira (22), um requerimento do senador Reguffe (DF) foi protocolado pedindo a inclusão do PL na Ordem do Dia.

Vender vaga na fila da Caixa Econômica não é crime.

Na manhã desta terça-feira (30), uma prisão em Pinheiro elevou as discussões nos quatro cantos da cidade.

Tratava-se de um cidadão que resolveu vender sua vaga na fila da Caixa econômica Federal. Em meio a crise politica, econômica e sanitária aonde o desemprego cresce todos os dias e com isso vem a dificuldade em manter o sustento familiar.

Nessa situação algumas pessoas estão vendendo sua vaga ( VEZ ), por valores que variam de R$ 10 a 50 reais, nas filas dos bancos em Pinheiro.

Veja a ocorrência da prisão.

PINHEIRO – MA GUARNIÇÃO: Guarnição do CPU

OCORRÊNCIA: Crime contra economia popular (venda de senha)

DATA: 30/03/2021
HORÁRIO: 06:30
LOCAL: Caixa Econômica Federal

CONDUZIDO: Jeferson Bandeira dos Santos, 18 anos
Repositor
Av Washington Luis/ Fomento/Pinheiro-MA

VÍTIMA

R. M. Dias, 34 anos
Lavrador
Pov. Cacau, Presidente Sarney – MA

VÍTIMA

R. V. Soares, 34 anos
Pov. Cacau, Presidente Sarney – MA

Material Apresentado:

01 Celular, 01 Relógio, R$ 94,00

RELATO:
As vítimas procuraram a guarnição informando que o conduzido estava vendendo vagas na fila da Caixa Econômica Federal. No momento da abordagem o conduzido confessou que vendia cada vaga por R$ 40,00

Obs: O conduzido foi apresentado sem lesões corporais.

O caso curioso nesta ocorrência, que de acordo com o relato da Polícia Militar o cidadão nesse caso estaria vendendo VARIAS VAGAS o que nesse sentindo caracterizava um crime.

Varias perguntas a serem feitas?

Qual o crime que uma pessoa estaria cometendo ao vender sua vaga numa fila de banco? Com a liberação do Auxilio Emergencial filas enormes são formadas em frente as agencias da Caixa Econômica. Pessoas passam mais de 12hs no relento, as vezes na chuva para vender essa vaga e assim levar um dinheiro para casa.

Lembramos que estamos colocando como exemplo a venda individual. A pessoa pode fazer o que ela bem entender com a sua vaga. Podemos chama de “Bico” uma modalidade que muitos realizam quando estão desempregados.

Diante dessa realidade, qual seria o crime, vender a vaga que pertence somente a ele, ou do banco que deixa pessoas horas e horas na fila em busca de um atendimento, um descumprimento da lei da fila. A Lei Estadual 7.878/99 regulamentou, por exemplo, que o tempo de espera pelo atendimento na capital em dias normais é de no máximo 20 minutos na fila.

Operações da Polícia Civil prende casal suspeito de tráfico e recupera 03 motos roubadas em Miranda do Norte – MA

A Polícia Civil realizou duas Operações policiais em Miranda do Norte, uma na tarde de sexta-feira(26), na invasão conhecida por “Morro da Macaca” com o intuito de reprimir o Tráfico de Drogas em tal localidade; a outra, na manhã de sábado, com o intuito de reprimir os crimes de roubo e receptação de motocicletas na cidade.

Por envolvimento com o tráfico no “Morro da Macaca”, foram presos M.L.M.M.F. e M.F.S.R., casal autuado em flagrante delito pelos crimes de Tráfico de Drogas, Associação para o Tráfico e Posse Ilegal de Arma de Fogo.

Na segunda operação, foram recuperadas três motos roubadas e uma pessoa foi presa em flagrante. Outras duas pessoas estão sendo investigadas por participação em tais crimes.

O delegado de Miranda do Norte apela à população que não compre motocicletas sem a devida averiguação de sua procedência, pois a polícia local tem trabalhado pra reprimir a prática do crime de Receptação – quando se compra bem de origem criminosa –, que vem fomentando os roubos na cidade e região.

Para denúncias via WhatsApp é disponibilizado o número (98) 98465 2125, cujas informações são recebidas apenas pelo delegado. Anonimato é garantido.

 

ASCOM PCMA

Estágio: Equatorial no Maranhão abre vagas em Imperatriz, Pinheiro e São Luís

O grupo Equatorial Energia, abriu inscrições para o programa de estágio para 2021. As oportunidades estão sendo direcionadas para os cursos de recursos humanos, jurídico, engenharia, meio ambiente, marketing, contabilidade, relacionamento com o cliente, tecnologia da informação e telecom, faturamento, suprimentos e logística etc.

As vagas de estágio são para distribuidoras do Maranhão, Pará, Piauí e Alagoas. Para o Maranhão as vagas vão ser distribuídas para os municípios de São Luís, Pinheiro e Imperatriz.

Os candidatos interessados devem está com o curso em andamento, preencher outros pré-requisitos como ter conhecimento de pacote office, disponibilidade para estagiar 20 ou 30 horas semanais.

Avaliação

A seleção vai ser feita de forma virtual, incluindo as provas, dinâmicas e entrevistas.
Tendo início no dia 14 de abril.

Inscrições

Os estudantes devem realizar sua inscrição através do site da equatorial, até o dia 14 de abril. Na plataforma de inscrição também vão ser feitas as avaliações.

Servidores públicos devolvem quase R$ 7 milhões de auxílio emergencial no Maranhão

Após articulação da Rede de Controle da Gestão Pública do Maranhão, que identificou o recebimento ilegal do auxílio emergencial por parte de 84.045 servidores públicos no estado, já foram restituídos quase R$ 7 milhões aos cofres públicos.

A devolução dos valores é resultado de ação conjunta do Ministério Público do Maranhão (MPMA) com a Controladoria Geral da União (CGU) e Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Depois do cruzamento realizado pela CGU entre as folhas de pagamentos de servidores (ativos e aposentados), de pensionistas dos municípios maranhenses e do Governo do Estado do Maranhão foram identificados mais de 84 mil servidores e pensionistas que receberam o auxílio emergencial ilegalmente no estado.

Com o levantamento, o TCE editou decisão normativa recomendando aos gestores estaduais e municipais a instauração de processo administrativo disciplinar no respectivo ente ou órgão público contra os servidores que receberam o auxílio.

O procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, o presidente do TCE e a superintendente da CGU no Maranhão emitiram ofício conjunto solicitando informações sobre as medidas adotadas pelos gestores para apurar a conduta dos servidores públicos.

Em seguida, o chefe do MPMA emitiu Recomendação aos promotores de justiça para que eles instaurassem procedimento administrativo para acompanhar as medidas adotadas pelos gestores públicos contra os servidores.

Os gestores devem comunicar aos órgãos federais (CGU, Ministério Público Federal e Polícia Federal) os casos de falta de restituição para que os servidores sejam responsabilizados criminalmente.

A promotora de justiça e coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Probidade Administrativa, Nahyma Ribeiro Abas, destacou que, apenas no mês de maio de 2020, o cruzamento de dados feito pela CGU e TCE detectou o pagamento ilegal de R$ 62 milhões e 462 mil a servidores públicos do Maranhão.

“Esses recursos são destinados às pessoas em situação de vulnerabilidade. O Ministério Público e os órgãos de controle estão atentos para a defesa da probidade administrativa e a correta aplicação dos recursos públicos”, afirmou Nahyma Abas.

A representante do MPMA informou, ainda, que já foram instaurados 34 procedimentos administrativos para apurar o recebimento ilegal em 31 municípios maranhenses. Também já foram emitidas 19 Recomendações aos gestores municipais para que identifiquem servidores que receberam ilegalmente o auxílio federal.

Othelino Neto recebe a visita da prefeita de Presidente Sarney Valéria Castro

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), recebeu, nesta quarta-feira (27), a visita da prefeita de Presidente Sarney, Valéria Castro. Na ocasião, o chefe do Parlamento estadual aproveitou para parabenizá-la pelo trabalho que vem realizando na cidade.

“Conversei hoje com a prefeita Valéria Castro sobre a querida cidade de Presidente Sarney. Me comprometi a continuar viabilizando projetos importantes para a população” disse Othelino Neto.

O parlamentar destacou os avanços ocorridos na cidade durante a gestão de Valéria, pontuando principalmente os feitos que contribuíram para o asfaltamento do distrito de Três Furos.

No encontro, a prefeita agradeceu o apoio dado pelo presidente da Assembleia Legislativa aos projetos desenvolvidos pela Prefeitura de Presidente Sarney.

“Estou aqui primeiro para rever o deputado e grande amigo Othelino Neto, para agradecer pelas muitas parcerias que celebramos em favor do povo de Presidente Sarney. Ele, que é um parlamentar de forte atuação em todo o Maranhão, contribuiu muito com a nossa cidade. E aproveito para reafirmar e selar novos compromissos para nossa querida Presidente Sarney”, afirmou Valéria Castro.

MPMA já registrou 15 procedimentos sobre fiscalização da vacinação da Covid-19

O Ministério Público do Maranhão tem acompanhado a vacinação contra a Covid-19 desde a fase de planejamento até a execução, cobrando transparência no processo. Até esta terça-feira, 26, foram registrados 15 procedimentos que tratam do tema fiscalização da vacinação em vários municípios do estado. Para resguardar os processos investigatórios, ainda não serão divulgados maiores detalhes das ocorrências.

Além da atuação dos promotores de justiça nas comarcas, acompanhando a vacinação para que não haja irregularidades, a Ouvidoria do MPMA também começou a receber pedidos de informações e denúncias sobre a campanha de imunização nos municípios.

Após o recebimento das demandas, a Assessoria Jurídica da Ouvidoria realiza uma primeira triagem, encaminhando as denúncias às Promotorias responsáveis. Caso seja comprovada a vacinação fora da ordem de prioridade, todos os envolvidos podem ser punidos, inclusive criminalmente, após a instauração regular de processo judicial.

Para dar suporte à atuação dos promotores de justiça nas comarcas, o Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde (Caop-Saúde) emitiu ofício, no dia 20 deste mês, orientando que sejam notificados os secretários municipais de Saúde para que seja obedecida a fila de prioridade na vacinação contra a Covid-19.

Além disso, os promotores de justiça devem requisitar informações sobre o cumprimento dos critérios de prioridade, a atualização diária do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização e a lista das pessoas vacinadas.

Diretor da AGERP regional Pinheiro Rodrigo Belloti, garante apoio para fortalecimento da agricultura familiar do Município de Bequimão

O diretor da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão – AGERP regional Pinheiro, o senhor Rodrigo Belloti, esteve reunido com o secretário de agricultura de Bequimão Cleuber, e garantiu total apoio para o fortalecimento da agricultura familiar do município.

 

A AGERP trabalha com o objetivo de abranger a agricultura familiar, a pequena agricultura, socializando as novas tecnologias e proporcionando assistência técnica intensiva e continuada, visando a diversificação, a integração, o aumento da produção e produtividade do setor agropecuário.

Com isso, a reunião entre o diretor do órgão, e o secretário de agricultura foi de grande importância, pois serviu para o alinhamento de parcerias que possam incentivar a produção rural no município.

Segundo Rodrigo Belotti, muito em breve o município receberá uma equipe da regional, que já estará levando novidades para a agricultura local.

Mulher mata a filha de cinco anos em Maravilha, AL; criança teve os olhos e a língua arrancados

Uma mulher matou a própria filha de cinco anos e arrancou os olhos e a língua da criança com uma tesoura. O crime aconteceu no domingo (24) no Povoado São Cristóvão, em Maravilha, no Sertão de Alagoas. A informação foi divulgada na manhã desta segunda-feira (25) pela Polícia Civil.

Segundo a polícia, a suspeita tem transtornos mentais. Não há informações, no entanto, se ela teria arrancado os órgãos da criança depois de matá-la. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para fazer a perícia.

O 7º Batalhão da Polícia Militar (7º BPM) esteve no local e constatou o crime. A identidade da mulher e da criança não foram divulgadas.

Após o flagrante, a suspeita foi encaminhada à 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil, em Delmiro Gouveia.

O caso vai ser investigado pelo delegado Diego Nunes, da Delegacia Regional de Ouro Branco.

Creche-Escola Sementinha inicia ano letivo com aulas híbridas e protocolos sanitários

A Creche-Escola Sementinha, mantida pelo Grupo de Esposas de Deputados do Maranhão (Gedema), iniciou o ano letivo, na manhã desta segunda-feira (25), com aulas híbridas (presenciais e on-line) e adotando protocolos sanitários de prevenção à Covid-19.

As turmas foram adaptadas às medidas de segurança contra o novo coronavírus e permanecem com portas e janelas abertas para ventilação do ambiente. Além disso, na chegada, as crianças precisaram higienizar as mãos e passar por um tapete sanitizante. Tiveram, ainda, a temperatura corporal aferida.

Também como forma de garantir mais segurança aos alunos, a escola está recebendo, no máximo, 15 crianças por sala, respeitando o distanciamento social exigido.

A enfermeira da creche, Danielle Gomes, afirmou que houve uma reestruturação do ambiente escolar para receber os alunos. “Estamos iniciando o ano letivo seguindo todos os protocolos sanitários, estabelecendo uma série de normas exigidas pelos órgãos de saúde.  A nossa escola está preparada para cuidar e preservar a saúde das crianças, recebendo-as com segurança”, frisou.

A Sementinha preparou uma recepção especial para os alunos. Na entrada, as professoras recebiam as crianças caracterizadas com roupas coloridas e música. “Tudo é feito com amor e cuidado para resguardar a vida dos nossos alunos. O acolhimento, mesmo com cautela, é muito importante nesse momento”, ressaltou Cynthia Vieira, diretora pedagógica da instituição

Ensino híbrido

A instituição permanecerá seguindo o modelo de ensino híbrido, que combina práticas presenciais e remotas, por meio do uso de ferramentas digitais, como estratégia para preservar a saúde dos alunos e buscar mais inovação na aprendizagem.

Thiago Balby, pai do aluno Arthur, do3º ano, declarou estar satisfeito com as possibilidades que o ensino híbrido traz, somadas aos cuidados que a direção da creche estabelece.

“Estávamos muito ansiosos para o início das aulas. Após um ano pandêmico, a preocupação é inevitável. Os protocolos e possibilidades que a escola impôs são realmente necessários”.