DITADOR: Prefeito de Palmeirândia demitiu 100 funcionários concursados em apenas dois meses

Hoje considerado o pior prefeito do Estado do Maranhão, Edilson da Alvorada gestor de Palmeirândia, já demitiu mais de 100 funcionários nos últimos dois meses. Todos eles excedentes do último concurso realizado na cidade, em 2013, e nomeados pelo ex-prefeito Jorge Garcia.

Acusado de perseguição e alvo de críticas e manifestação desde quando iniciou a decisão dos funcionários, Edilson da Alvorada alega que os servidores foram nomeados de forma ilegal e por isso tem realizado dezenas de exonerações desde que assumiu a gestão municipal, em janeiro deste ano.

Nas decisões, divulgadas no Diário Oficial do Município, o gestor diz que o motivo das demissões é que eles foram nomeados em data posterior ao termo do prazo de validade do referido certame e que por isso jamais deveriam receber suas portarias para trabalhar na prefeitura.

A ação é vista como perseguição e constantemente a Justiça tem sido acionada. Já há diversas decisões judiciais mandando funcionários retornar aos seus cargos para os quais foram nomeados e o prefeito enfrenta um mandado de segurança coletivo, protocolado pela defesa dos servidores dispensados.

Deixe uma resposta