Polícia investiga primeira explosão a banco em 2021 no Maranhão em Monção

A Polícia Civil do Maranhão enviou uma equipe do Departamento de Combate ao Roubo de Instituições Financeiras (Decrif/Seic) para o município de Monção, com o objetivo de fazer os primeiros levantamentos na investigação da primeira explosão de banco realizada em 2021 no Maranhão, que foi registrada no município.

De acordo com a polícia, na madrugada de ontem (05), os assaltantes estavam fortemente armados e renderam pessoas que estavam próximo a agência do Banco do Bradesco. Os policiais ficaram impossibilitados de sair da base, pois os suspeitos estavam armados com arma de grosso calibre e atirando na base da PM.

O Sindicato dos Bancários enviou uma nota sobre o ocorrido.

Confira a nota:

Diante do assalto ocorrido à agência do Bradesco, na madrugada desta segunda-feira (05/07), na cidade de Monção, o primeiro efetivamente registrado neste ano, o Sindicato dos Bancários do Maranhão (SEEB-MA) espera que as autoridades públicas se juntem ao SEEB-MA e exijam dos bancos o cumprimento da Lei Estadual nº 10.605 de 2017, que obriga as instituições financeiras a manterem vigilantes 24h por dia em todos os estabelecimentos bancários do Estado, o que coibiria a ação dos assaltantes.

Vale ressaltar que, até hoje, essa Lei é ignorada pelos bancos, os quais – em nome do lucro – preferem colocar em risco a segurança da população e dos bancários ao invés de contratar a vigilância noturna, conforme determina a legislação estadual. Em tempo, o SEEB-MA espera, ainda, que a Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA) intensifique os investimentos nos serviços de inteligência e continue a atuar com a mesma diligência dos últimos meses, a fim de desarticular essa quadrilha, evitando, assim, novas explosões de agências e/ou caixas eletrônicos, conduta criminosa que, além de colocar em risco a vida dos maranhenses, prejudica os usuários dos bancos e piora as condições de trabalho da categoria bancária.

Deixe uma resposta