Reportagem da TV Assembleia vence a 44ª edição do Festival Guarnicê de Cinema

A reportagem “Invasão Alienígena”, produzida pela TV Assembleia, venceu a 44ª edição do Festival Guarnicê de Cinema, na categoria “Reportagem Televisiva”. A cerimônia, que aconteceu na noite de sexta-feira (24), no Teatro Arthur Azevedo, premiou as melhores produções do audiovisual maranhense. O festival é considerado o quarto  mais antigo do gênero no Brasil e é realizado pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

O diretor de Comunicação da Alema, jornalista Edwin Jinkings, destacou que, mais uma vez, o jornalismo da TV Assembleia é reconhecido pelo afinco e profissionalismo nas suas produções.

“Toda a equipe está de parabéns por, novamente, empenhar-se em fazer um excelente trabalho, mais uma vez reconhecido em um festival tão tradicional como o Guarnicê de Cinema. Isso mostra o empenho, a dedicação e o compromisso que temos com as nossas produções”, afirmou.

No mesmo sentido, a diretora-adjunta de Comunicação, jornalista Silvia Tereza, reforçou que o reconhecimento coroa o profissionalismo e a dedicação de toda a equipe da TV Assembleia. “Só temos a parabenizar nossa equipe e estimular que outros trabalhos sejam produzidos. E que venham mais prêmios”, completou.

Reportagem

A reportagem da jornalista Márcia Carvalho, com produção de Marise Farias, imagens de Inaldo Sales, edição de Halex Sieber e ilustrações de Sophia Cabral, relembra fato ocorrido na década de 1970, quando profissionais da Rádio Difusora AM encenaram uma adaptação radiofônica de “A Guerra dos Mundos”, de H. G. Wells, assombrando moradores da capital maranhense, que chegaram a acreditar que extraterrestres desembarcaram em São Luís.

Na reportagem, os radialistas autores da façanha relembraram como tudo foi planejado para que os ouvintes acreditassem que o Campo de Perizes estaria sendo invadido por marcianos, ou seja, uma “fake news” que quase resultou no fechamento da emissora.

“A reportagem sobre a invasão dos alienígenas, encenada pelos colegas da rádio Difusora AM na década de 70, é uma grande história, interessante e engraçada, que merece ser contada e recontada para não cair no esquecimento. Foi um prazer imenso para toda a equipe de profissionais da TV Assembleia receber esse prêmio”, declarou a jornalista Márcia Carvalho.

A subdiretora de Rádio e TV Parlamentar da Casa, Glaucione Pedroso, ressaltou que a premiação é motivo de orgulho para toda a Assembleia Legislativa do Maranhão.

“Toda a nossa equipe de Comunicação é formada por profissionais dedicados e que imprimem amor em cada produção. E o resultado é esse, a premiação de um trabalho que foi feito em equipe, em uma época que a pandemia estava mais severa. Por isso, além do conteúdo, a equipe merece todo nosso reconhecimento pelo comprometimento em levar informação e entretenimento aos maranhenses nesse período tão difícil”, finalizou.

Outras premiações 

Nos últimos três anos, a TV Assembleia tem conquistado importantes prêmios de jornalismo na categoria reportagem. Em 2020,  venceu o Prêmio BNB com a matéria “Empreendedor investe em trabalho de impacto social”, do jornalista Fábio Cabral, editor de imagem Angelo Moraes e o cinegrafista Fábio Lima.

A TV Assembleia também foi vencedora da 42a. edição do Festival Guarnicê de Cinema, em 2019, com a reportagem “Os Desafios do Envelhecimento”, da repórter Márcia Carvalho, produção de Ameliane Araújo, imagens do cinegrafista Jurandir Serra e edição de Alberth Moreira.

Em 2018, conquistou a terceira colocação do Prêmio de Jornalismo da OAB em Direitos Humanos, com a reportagem “Extermínio LGBT”, de Ismael Gama e produção de Ada Chagas.

Além desses, a TV Assembleia também foi agraciada, por três anos consecutivos, com o Prêmio REMADD, na categoria Comunicação e Literatura, em reconhecimento à cobertura jornalística sobre os trabalhos desenvolvidos pela Rede Maranhense de Diálogos Sobre Drogas e de projetos sociais.

Deixe uma resposta